O Building Information Modeling, ou Modelagem de Informação da Construção, é uma metodologia de criação de modelo virtual, com dados técnicos de um empreendimento. Com esse sistema, é possível que todos os profissionais envolvidos no projeto tenham acesso a todos os elementos do empreendimento e colaborem com eles. E, conforme ele vai progredindo, mais detalhadas se tornam essas informações. Dentro desse método, existem as dimensões do BIM.

Essas possuem o objetivo de aprimorar os dados ligados a um modelo para segmentos específicos do conhecimento. Também, de partilhar com todos os envolvidos um maior nível de entendimento do ciclo de vida do objeto edificado. E é sobre as dimensões do BIM que falaremos neste artigo. Continue a leitura e entenda cada uma delas. Aqui, falaremos sobre todas as fases, do 3D ao 8D. Boa leitura!

Saiba o que são as dimensões do BIM

Basicamente, as dimensões do BIM são as fases de evolução de um processo construtivo, desde a sua concepção até a sua demolição. Elas formam a definição não só das representações gráficas, mas de toda a ideia. Sendo assim, envolvem os custos, tempo e outros aspectos. Dessa forma, elas se referem à maneira como alguns dados específicos são conectados a um modelo de informação.

Cada uma das dimensões do BIM atua como uma camada e um conhecimento complementar, acrescentando novos elementos ao projeto, até obter mais detalhes, gestão, acurácia nos custos, sustentabilidade, compatibilização, entre outros processos. Ao criá-las, pode-se entender melhor desde o planejamento da obra até a gestão do empreendimento de forma sustentável. Assim, será possível responder com mais certeza perguntas como “quais as principais etapas do trabalho?”, “quando ele será entregue?”, “o orçamento poderá ser mantido?”, entre outras.

Assim, desde itens como representação gráfica até segurança e sustentabilidade podem ser adicionadas ao projeto, por meio das dimensões do BIM. É assim que, como mencionamos, elas otimizam as informações e possibilitam que os colaboradores de todo o ciclo do produto edificado as entendam melhor.

Veja quais são as principais dimensões do BIM

De acordo com a proposta de cada projeto, pode ser que eles tenham mais de uma dimensão do BIM. Cada uma delas se dá sempre que uma nova informação é acrescentada no modelo. Assim, na sequência, você confere as principais medidas adotadas pela Modelagem de Informação da Construção.

1. 3D BIM

Possivelmente, é a dimensão do BIM mais conhecida. Ela inclui a parte de desenhos bi e tridimensionais, sendo responsável por transformar o projeto em um modelo virtual. Nessa camada, é feito o dimensionamento de paredes, esquadrias, pisos, assim como o posicionamento de componentes sanitários, elétricos, mecânicos e hidráulicos.

No 3D BIM, os objetos são vistos de forma dinâmica. Além disso, nessa etapa, é realizada a combinação de projetos arquitetônicos e complementares, bem como suas mudanças ━ que atualizam automaticamente. Desse modo, é possível detectar divergências, incoerências e falhas, antes de seguir para a execução. Por isso, essa dimensão é indispensável para evitar erros e, assim, o comprometimento do cronograma e o orçamento.

2. 4D BIM

O 4D BIM diz respeito ao planejamento da obra, um fator necessário para o cumprimento de prazos e custos. Assim, essa camada está ligada ao tempo. O objetivo dela é criar uma sequência cronológica, identificando e programando as etapas da obra e elementos que devem ser executados. Isso de forma interdependente e inteligente.

Essa dimensão também possibilita o controle do desenvolvimento da obra, pois facilita a visualização do seu progresso. Inclusive, permite simular quanto tempo levará para concluir certa fase.

3. 5D BIM

A quinta dimensão do BIM está relacionada aos custos do projeto. Por isso, leva em conta os parâmetros de valor unitário das composições de insumos integrada aos objetos do modelo BIM, como tamanho de paredes, tipos de revestimentos, entre outros ━ de onde são extraídos os custos na linha do tempo. Logo, uma mudança realizada em qualquer componente provoca uma modificação no custo total e possibilitando a análise do fluxo de caixa antes e durante a execução do empreendimento.

Por fim, essa camada tem como benefício a racionalização do projeto, evitando o desperdício de recursos. E, assim, mantendo o orçamento estipulado.

4. 6D BIM

Como a sustentabilidade não pode mais faltar em nenhum projeto, essa dimensão do BIM diz respeito a esse valor. Ela faz análises sustentáveis, permitindo estimativas precisas sobre itens como o consumo de energia, performance térmica, desempenho acústico, entre outros.

Por meio dessa dimensão, esses cálculos de gasto de energia podem ser feitos no início do projeto. Assim, proporciona a vantagem de poder ser feito o ajuste para redução de fatores desnecessários, como o gasto exagerado de eletricidade.

5. 7D BIM

A gestão de manutenção, assim como em outras áreas do mercado, merece atenção na construção civil. Por isso, a sétima dimensão do BIM está relacionada aos cuidados que as edificações necessitam durante seu ciclo de vida.

O 7D BIM permite a extração de informações específicas de materiais, manuais de operação, datas de garantia etc. Assim, facilita a realização de processos de manutenção de sistemas, como o hidráulico e elétrico.

Essa dimensão é tão importante que, em nosso país, diz respeito à NBR 15.575  — Norma de Desempenho das Edificações. Dessa forma, no Brasil, é obrigatório o cumprimento dessa diretriz em todos os empreendimentos residenciais, desde a data da publicação do projeto.

6. 8D BIM

Uma das mais novas dimensões do BIM, o 8D é referente à segurança e prevenção de acidentes no trabalho. Então, com ele é possível determinar riscos no modelo, fomentar a criação de sugestões de proteção para perfis de alto risco e recomendar controle de ameaças na área de obra.

Por isso, tem como vantagem a colaboração dos profissionais para evitar acidentes, além da melhoria do desempenho da equipe. Também facilita a análise de dados em tempo real.

Essas são as oito principais dimensões do BIM e, como você viu, são indispensáveis para o sucesso e segurança de todo projeto de arquitetura, engenharia e construção civil. Aproveite para ler, também, O que é BIM? Conheça a melhor tecnologia disponível para profissionais de arquitetura, engenharia e construção, e saiba mais sobre essa metodologia. E, para continuar a ter acesso a conteúdos como este, visite regularmente o nosso blog.

Deixe seu comentário